Notícias da UFVJM
Sex, 22 de Dezembro de 2017 12:29

Acaba de ser lançado mais um volume da Revista Espinhaço. A revista tem dado, nos últimos cinco anos, visibilidade para trabalhos  acadêmicos  desenvolvidos  por autores  de  diversas  partes  do  Brasil  e  do mundo. Em especial, tem desempenhado um papel fundamental para a reunião  de   estudos   que   possuem interesse nas dinâmicas sociais e ambientais do estado de Minas Gerais e das regiões do Espinhaço e do Vale  do Jequitinhonha.

Esse volume  apresenta   três   artigos   inéditos   que   tratam   das relações humanas  e  ambientais  da  região de  influência imediata  da  UFVJM,  instituição  que  hospeda  e  edita  a Revista Espinhaço.

Os outros três artigos inéditos exploram outras regiões dentro do estado de Minas Gerais.

O primeiro artigo, intitulado Planejamento, Desenvolvimento Territorial    e    as    Diretrizes    para    o Desenvolvimento  do  Vale  do  Jequitinhonha,  escrito  por Alexandre   Queiroz   Guimarães, sintetiza   os   principais achados   do   Plano   de Desenvolvimento   do   Vale   do Jequitinhonha, disponibilizado recentemente  pela  Fundação João  Pinheiro. O  texto  também traz  reflexões  teóricas importantes    sobre    o    conceito    de    desenvolvimento, explorando a ideia das liberdades e capacidades individuais.

O segundo  artigo,  denominado Paisagem  Garimpeira  no Planalto   de   Diamantina,   Minas   Gerais,   de   autoria   de Mariana de Oliveira Lacerda e Allaua Saadi, traz um debate crítico    sobre    a dimensão    patrimonial    da    paisagem garimpeira. O  texto demonstra  a  importância das  políticas inclusivas de desenvolvimento social, que podem incorporar a  riqueza  exibida  por culturas  tradicionais do  garimpo  nas estratégias de  promoção  e  de  desenvolvimento  do  turismo na região.

O  terceiro  artigo,  intitulado Análise  Geoestatística  da Segregação  Socioespacial em  Divinópolis, Minas  Gerais:  o programa   Minha  Casa  Minha  Vida  em  perspectiva,  de autoria de Júlio César Tavares de Paiva Silva, Mauro César Cardoso Cruz e Marlon Fernandes de Souza, busca entender as    repercussões    espaciais    desse    programa voltado à construção de moradias de interesse social para a população de baixa  renda. O texto  demonstra  que,  muitas  vezes,  a construção     dessas     moradias reforça a     segregação socioespacialurbana, uma vez que as políticas habitacionais não veem acompanhadas de outras    políticas sociais importantes   no   espaço   urbano   (transporte, integração, acesso à serviços, entre outras).

O quarto  artigo,  denominado Relações  entre Qualidade da Água e  Uso  e  Cobertura  do  Solo  em  Múltiplas  Escalas Espaciais na Bacia do Rio Pandeiros, Minas Gerais, escrito por João Pedro dos Santos, Isabela Martins, Marcos Callisto e Diego Rodrigues Macedo, realiza uma discussão com base no levantamento  de  dados  sobre  qualidade  da água e de informações  espaciais  coletadas  por  meio  de  imagens  de satélites e tratadas por meio de geotecnologias.

O   quinto   artigo, intitulado Cultura   Migratória   no Município de Governador Valadares: uma análise da rede de significados e   seus  impactos nos   fluxos   migratórios internacionais, de  autoria  de Leonardo  Sousa  e Dimitri Fazito,  traz uma  análise  dos  diferenciais  de  gênero,  grupos etários    e    experiência domiciliar sobre    a    migração internacional   envolvendo   o   município   de   Governador Valadares e os Estados Unidos.

Já   o sexto   artigo, intitulado O   sítio   Arqueológico Sampaio, Alto  Vale  do  Araçuaí,  Felício  dos  Santos,  Minas Gerais: paisagem,  cronologia e  repertório cultural para compreensão das ocupações humanas antigas no Espinhaço Meridional, escrito   por Marcelo   Fagundes,   Hernando Baggio   Filho,   Alexandre   Christófaro   Silva,   Wellington Santos   Greco,   Marcelo   Aroeira   D ́Ávila   e   Landerson Gomes Galvão, discute  resultados  importantes oriundos  de escavações arqueológicas  no  Espinhaço e  de  associações desses  achados  com  dados  e  informações  geoambientais  da região.

Esse  volume da revista  também  apresenta a  resenha  do livro Ferrovia,  sociedade  e  cultura,  1850-1930,  do  autor Pablo  Luiz  de  Oliveira  Lima,  desenvolvida  por  Alfredo Costa.

Além disso, a edição  traz  uma  entrevista com  o presidente  da  Fundação João  Pinheiro(FJP),  Prof. Roberto Nascimento. A entrevista  trata  sobre  os  desafios  à frente  da  presidência da  FJP e, também,  de  sua vasta trajetória acadêmica e administrativa.

Todos os textos estão presentes não apenas no sítio da revista, mas, também, em diversas bases de dados e sites   de   divulgação   científica. Em 2017,   a   Revista Espinhaço  ampliou  bastante  sua  presença  em bibliotecas virtuais  e bases  de  dados,  conquistando  novas  indexações que  contribuem  bastante  para  a  ampliação  do  impacto  da revista  e  dos  artigos  publicados.

Recentemente, a  revista passou a estar presente no Diretory of Open Access Journals (DOAJ),  um  importante  indexador.  Também, a revista está indexada  no  LatindexOAJIDiadorimEletronic  Journals Library, Worldcat, Miar, Sumarios.org, ZDB, I2OR, Journal FactorSindex, ErihplusISIPeriódicos  de  Minas. Todas essas  bases  de  dados  são  alimentadas  com  metadados  e informações  dos  artigos  publicados  na  Revista Espinhaço que, por sua vez, não são divulgados apenas no sítio oficial da  revista,  estando  presentes  em  vários  outros  endereços virtuais.

*Com informações do Editorial da Revista Espinhaço, de responsabilidade de Douglas Sathler dos Reis. Douglas é graduado em Geografia pela UFMG e doutor em Demografia pela UFMG. É professor da UFVJM e editor da Revista Espinhaço.

Última atualização em Sex, 22 de Dezembro de 2017 12:32
 
Qui, 21 de Dezembro de 2017 15:23

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) da UFVJM informa que estão abertas, até o dia 21 de janeiro de 2018, inscrições para o processo seletivo de pós-doutorado do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. As oportunidades são para as sublinhas descritas abaixo, de acordo com os editais:

Você pode acompanhar todas as etapas do processo no site da PRPPG.

Última atualização em Qui, 21 de Dezembro de 2017 15:34
 
Qui, 21 de Dezembro de 2017 14:54

A Diretoria de Educação Aberta e a Distância da UFVJM está com inscrições abertas para o processo seletivo de professores bolsistas que atuarão nas disciplinas do bacharelado em Administração Pública, na modalidade a distância, no primeiro e segundo semestres de 2018.

Para participar do edital é necessário ter vínculo docente com a UFVJM (efetivo, substituto, temporário ou voluntário) e ter realizado o curso de Formação de Professores para a Educação a Distância da DEAD/UFVJM.

Mais informações podem ser conferidas no edital, por meio deste link.

 
Seg, 18 de Dezembro de 2017 18:01

A Diretoria de Assistência Estudantil da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis divulga o resultado do auxílio-emergencial do processo de concessão de benefícios do Programa de Assistência Estudantil  (PAE) para todos os campi da UFVJM. Fique atento aos prazos e procedimentos estabelecidos. Confira!

Resultado auxílio-emergencial do Edital 005/2017/PROACE/UFVJM - Campus Diamantina

Resultado auxílio-emergencial do Edital 006/2017/PROACE/UFVJM - Campus Unaí

Resultado auxílio-emergencial do Edital 007/2017/PROACE/UFVJM - Campus Janaúba

​​​​​​​Resultado auxílio-emergencial do Edital 008/2017/PROACE/UFVJM - Campus Mucuri

 


Página 5 de 936

 

Campus I - Diamantina/MG
Rua da Glória, nº 187 - Centro - CEP 39100-000
Telefones: +55 (38) 3532-6000
Campus JK - Diamantina/MG
Rodovia MGT 367 - Km 583, nº 5000
Alto da Jacuba CEP 39100-000
Telefone: +55 (38) 3532-1200 e (38) 3532-6800
Campus do Mucuri - Teófilo Otoni/MG
Rua do Cruzeiro, nº 01 - Jardim São Paulo - CEP 39803-371
Telefone: +55 (33) 3529-2700
Campus Janaúba - Janaúba/MG
Prédio CAIC Av. Manoel Bandeiras, 460
Veredas CEP 39440-000
Telefone: +55 (38) 3829-3100
Campus Unaí - Unaí/MG
Avenida Vereador João Narciso, 1380
Cachoeira CEP 38610-000
Telefone: +55 (38) 3677-9950